“Eu” Vladimir Maiakóvski

1913 — Tradução de Haroldo de Campos

“Nas calçadas pisadas
de minha alma
passadas de loucos estalam
calcâneo de frases ásperas
Onde
forcas
esganam cidades
e em nós de nuvens coagulam
pescoço de torres
oblíquas

soluçando eu avanço por vias que se encruz-
ilham
à vista
de cruci-
fixos
polícias”

…passagens e meios… veja mais em https://medium.com/ormando

…passagens e meios… veja mais em https://medium.com/ormando